outubro 23, 2012

A ver...

... E terás tudo o que queres, tudo o que sonhaste e tudo o que mereces. Com a naturalidade e facilidade de quem deixa o ar entrar e o deixa sair. Com essa sensação de pertença e de pacato desígnio.

outubro 18, 2012

Fica um pouco mais

"Eu não quero voltar para trás. Eu quero perseguir-te. Não te quero apanhar. Quero continuar à tua procura. Nós não somos daqui. Estamos aqui, o que é diferente. Eu quero saber de cor todos os teus desejos. Tocar os teus lábios quentes com os meus dedos."

...Com um nome como Pedro Paixão, não poderia escrever de forma diferente...